Controladora do BB tenta na Justiça reduzir indenização milionária

A BB Tecnologia e Serviços (BBTS), subsidiária do Banco do Brasil para área de tecnologia da informação, trava uma batalha na Justiça para evitar uma indenização trabalhista gigantesca. A decisão é de 2015 e, após diferentes recursos, entrou na fase de cálculo do valor a ser pago ao trabalhador, que ainda está nos quadros da empresa. Ele pede R$ 107 milhões em apenas uma de suas duas ações. Na outra, R$ 4 milhões.

Ao Valor Econômico, nosso sócio Cláudio Lima Filho comentou sobre os riscos de majoração do valor da condenação em casos como esse.

Para ler a matéria completa, acesse o Valor Econômico.

Recusa de vacina e rescisão por justa causa